Ética profissional

 

 

Irlan Graciano Santiago, de 22 anos, se entregou ontem à Polícia Civil e confessou participação no assassinato do estudante Felipe Ramos de Paiva, de 24, ocorrido no dia 18 de maio no câmpus da Universidade de São Paulo (USP) no Butantã, zona oeste da capital. Por ter se apresentado, não ter antecedentes criminais e possuir endereço fixo, ele foi liberado e vai responder ao processo em liberdade.
http://migre.me/51BgD

Anúncios

Um pensamento sobre “Ética profissional

  1. Nesse sentido vejo dois problemas numa análise rápida:
    1) o jurídico, pois os atuais Código Penal e o CPP, permitem situações desse tipo (do criminoso livre e debochado) e que levam ao segundo problema;
    2) o social, por trazer a sensação de impunidade que causa temor aos homens de bem e incentiva o delinquente às suas práticas nocivas.
    Além da descabida colocação do Advogado sobre ética.
    Situação tornou-se insustentável.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s