Vaga no STJ: Advogado que era Diretor Jurídico da CEF quando houve quebra do sigilo do caseiro de Palloci

O jornalista Cláudio Humberto informa hoje em sua coluna que alguns integrantes da OAB consideram inapropriado o fato de existir “um assessor do ministro Dias Toffoli, Mauro Hauschild, cabalando votos para um candidato a ministro do STJ”. Segundo apurações, o candidato dos sonhos neste caso seria Antonio Carlo Ferreira, funcionário de carreira da CEF. A propósito de sua atuação como diretor jurídico da Caixa naquele período em que houve a quebra do sigilo do caseiro, o Correio Braziliense de 1º/4/06 informou que o então presidente da instituição, Jorge Mattoso, teria recebido os surrupiados extratos do caseiro quando jantava num restaurante em companhia justamente do candidato a ministro do STJ. De acordo com o matutino, o advogado foi até mesmo ouvido pela PF sobre o caso, confirmando o encontro e a entrega do envelope, mas negando “ter conhecimento de seu conteúdo”.

Fonte: http://www.claudiohumberto.com.br/principal/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s