UFPB homenageia Habermas

Rola um boato – e tão somente um boato – de que o Jorge himself virá participar do evento… veremos

HABERMAS 80 ANOS – CONGRESSO INTERNACIONAL


habermasHá cinco décadas Jürgen Habermas vem desenvolvendo seu pensamento numa linha de continuidade da  Teoria Crítica da Escola de Frankfurt, desenvolvida nos anos 20 e 30 do século passado, na perspectiva de  uma unidade da filosofia com as ciências sociais. Esse desenvolvimento guarda certa coerência que vai de  Conhecimento e Interesse, Verdade e Justificação, Lógica das Ciências Sociais culminando na sua summa Teoria da Ação Comunicativa, publicada em 1981. Seu trabalho teórico tem assumido uma crescente complexidade como memória do campo do trabalho de pensamento anterior.

Em Habermas, podemos dizer, sem dúvida, que consumou-se aquilo que se pode chamar de “idéia de comunidade esclarecida de investigação”, a qual precisa de um amplo grupo social preparado para participar não somente nos papéis e funções de uma dada sociedade, mas também a capacidade dos indivíduos de pensar por si mesmos, a partir de um universo compartilhado de primeiros princípios, sobretudo morais-práticos. Com isto, Habermas demonstrou que a filosofia é uma atividade crucial para o êxito ou o fracasso das nossas outras ocupações, e o fez de forma convincente e criativa. Neste sentido, devemos agradecer a Habermas por seu exemplo em nos fazer ver, com isso, a relevância da superação do “solipsismo metodológico” que marcou a fundamentação da filosofia da subjetividade moderna.

Já se disse que os mestres, professores, são a esperança perdida da cultura moderna ocidental, na medida em que têm o propósito de ensinar a pensar por si mesmo, de adquirir independência mental no sentido de Ilustração, tal como foi compreendido por Kant, a partir de uma concepção de cultura que ultrapassa o estreito campo da especialização e que tem suas raízes no mundo da vida histórico.

Habermas, com sua obra, sempre nos fez ver a relevância deste postulado kantiano do pensamento alargado a partir de uma justificação racional. Nisso cabe a todos exibir o poder da objetividade racional, pois onde não existe objetividade racional não acontece o pensar e, a fortiori, o pensar independente, esclarecido. E na ausência de um amplo acordo social, quer seja sobre o que são tais modelos, quer seja sobre que aspectos e matérias são relevantes o exercício do pensamento, não haverá um cultura geral e educativa do caráter exigido. Porque pensar, como o entende Habermas, seguindo aqui as trilhas deixadas pelo pensamento ilustrado, não é uma atividade especializada. A filosofia, nos ensina ainda Habermas, não é uma disciplina especializada e o desenvolvimento de sua obra é o exemplo oferecido.

O pensamento habermasiano pode ser considerado como um corpus sistemático, em torno do qual giram questões secundárias que apóiam a tese de um “iluminismo revistado”. Ele tomou o rumo de uma incessante autocrítica, por meio de réplicas e debates com seus críticos contemporâneos, cujas lições enriqueceram-no constantemente, libertando-se simultaneamente dos resíduos ou dos parti pris defendidos durante muito tempo (por exemplo, contra o “realismo”, na teoria do conhecimento, ou contra a “jurisdicização” da sociedade). Não obstante as múltiplas vicissitudes e transformações paradigmáticas que seu pensamento sofreu, a releitura de suas obras seminais tais como O Espaço Público (1962) e Teoria e Práxis (1963), permanece atual com seus propósitos fundadores. Isto significou filosoficamente a insistência em desenvolver os vários aspectos da “razão prática”, que, concomitante ao desenvolvimento de uma relação teórica com o mundo, estiveram ambos situados numa complementaridade de um conceito ampliado de razão. Assim, sob estes dois aspectos e na fundação de uma teoria critica da sociedade, Habermas mostra-se como um pensador em completa sintonia com o nosso tempo e procura mostrar e manter as conquistas dos espaços da liberdade coletiva e individual no plexo dos momentos constrangedores do poder nas sociedades contemporâneas. Assim, poderíamos dizer sobre Habermas que seu projeto filosófico é um empenho crítico de estabelecer as bases normativas da modernidade tardia em bases mais sólidas, a partir dos pressupostos e dos processos “comunicativos” como traço especifico do homem racional.

Este Congresso e Homenagem é um convite a toda a comunidade a dar continuidade a este debate pelo justo caminho do reconhecimento e relevância deste pensador do nosso tempo.

CONGRESSO INTERNACIONAL HABERMAS 80 ANOS

Data e Local:
De 15 a 18 de setembro de 2009.
Auditório 411 e 412 – CCHLA-UFPB – Campus Univeristário – João Pessoa-PB

Realização:

Programa de Pós-Graduação em Filosofia – UFPB

Depto./Cood. de Filosofia – UFPB

Programa de Pós-Graduação em Filosofia – UFPI

Centro de Ciências Humanas Aplicadas e Educação – CCAE – (Campus IV – UFPB)

GP HERMES/CNPq

Comissão Organizadora:

Conferencistas com presenças confirmadas:

  1. André Berten – UERJ – BRASIL
  2. Bárbara Freitag – UNB – BRASIL
  3. Cláudio Boeira Garcia – UNIJUÍ – BRASIL
  4. Delamar José Volpato Dutra – UFSC – BRASIL
  5. Domingo Garcia-Marzá – Universitat Jaume I – ESPANHA
  6. Edna G. de Goes Brennand – UFPB – BRASIL
  7. Flávio Beno Siebeneichler – UGF – BRASIL
  8. Hauke Brunkhorst – ALEMANHA
  9. José N. Heck – UFGO – BRASIL
  10. Jovino Pizzi – UFPEL – BRASIL
  11. Luiz Bernardo Araujo – UERJ – BRASIL
  12. Manfredo Araújo de Oliveira – UFCE – BRASIL
  13. Marcelo Neves- UNB – BRASIL
  14. Nythamar F. de Oliveira – PUCRS – BRASIL
  15. Rubem Mendes de Oliveira – FRANÇA
  16. Sérgio Paulo Rouanet

Inscrição de Trabalhos:

De 15/05/09 a 31/07/09.


Anúncios

Um pensamento sobre “UFPB homenageia Habermas

  1. Pingback: II Colóquio Internacional de Fiolosofia Antiga em Campina Grande « Blog do Rabay

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s